domingo, 18 de maio de 2008

O Sonho de Jacob.

Willian Blake; O Sonho de Jacob.
O Sonho de Jacob; Gravura do sec. XV


Essas são duas representações da passagem bíblica do sonho de Jacob. É um grande aprendizado ver como o simbolismo destas representações religiosas mudam com o tempo. Compreender os símbolos religiosos requer um estudo extremamente aprofundado e difícil. O que gosto nessa pintura do Willian Blake, que postei acima, é de como ele faz uso de um simbolismo próprio que ao mesmo tempo tem relação com o simbolismo tradicional. Sei que nas primeiras pinturas cristãs do Império Romano, os anjos eram simbolizados como homens e não tinham asas. A escada era uma escada reta que acendia ao céu. Na pintura de Blake, os anjos são mulheres que transparecem paz e estado de graça e a escada é circular, o que deve ter, imagino, alguma relação com a simbologia gnóstica. O sonho de Jacob foi uma revelação, mas o que foi realmente revelado só ele compreendeu, pois é incomunicável, e só através desses símbolos podemos representar o inaudito. Jacob sonhou a vida verdadeira, mesmo que a vida que vivemos seja um sonho. Há muito dessa verdade em nosso sonho.


Felipe Stefani.

Um comentário:

Cadu Oliveira disse...

Parabéns pelo Blog. Está com um conteúdo bem interessante.

Gostei do post, interessante a aproximação observada. Além disso, aprovei a riqueza de informação embora o texto seja curto.

Primeira vez que venho, pretendo voltar.

Grande abraço.