quinta-feira, 29 de maio de 2008

A Fotografia de Márcio Hoffmann.

Essas fotografias do fotografo andarilho Márcio Hoffmann tiradas em Lisboa, me fazem pensar na relação entre a cidade e o artista viajante que à retrata. Como também costumo retratar as cidades por onde passo, percebi como nossa relação com o lugar muda quando nos relacionamos com ele, através do olhar concentrado de quem busca registrá-lo artisticamente. Viajar, assim como apreciar a arte, nos ajuda a modificar o espírito. O importante agora é apreciar essas fotos do artista, que falam por si só, e que já não são mais o lugar nem o artista, e sim uma outra coisa que une os dois, e vai além.

Felipe Stefani.Fotos: Márcio Hoffmann

Um comentário:

Cadu Oliveira disse...

Se não for viagem, duvido que seja arte. E assim viajamos por entre todas elas, como meio de suporte e transporte. E o caminho é incerto e infinito, justificado pela aura que sobreviveu(rá) até a pós-modernidade.

Ótimas fotos. Destaque para última: excelente média entre olhar e técnica.

Grande abraço.