quarta-feira, 30 de abril de 2008

Elogio à Amizade

Primeiro, estava crítico a certas posturas e pensamentos filosóficos. Mas quanto mais se desenrolava essa amizade, mais crescia em interlocução. São noites boêmias e interrogativas, sambas que nascem do nada, metafísicos, andanças fundamentais na noite que se repete. Aprendi que todos dormem, que o dia é único, que os sambas são alvoradas.

Felipe Stefani.


Fotos: Felipe Stefani. (Marcelo Ariel no lançamento de "Tratado dos Anjos Afogados")



Inland Empire Opus
" O sonho em si mesmo é somente uma sombra"
Shakespeare em Hamlet


A imagem se dilui em imagemo vermelho se impõe ao azul anterior
quando volto ao ponto onde nada ocorrere
flexo da vida em sonho
que se desdobra
em sequencia de sonhos acordados
onde o olho é invadido ou vencido
por um exército de imagens
A guerra é árdua
desata-se entre ossos trêmulos
ergue-se no pânico
morre em palmas áridas
em um teatro vazio dentro do olho
campo onde ocorre o drama
o sangue da guerra
o delirio da dança
cancelando as fronteiras
entre o que vive
dentro
e o que
age
a partir de um centro absolutamente onírico
tão intenso quanto um grito musical
Acordo, morro
e vibro
toda vida se desenrola ardendo neste Olimpo
abandonado do real.
Toda imagem é vingativa e vive
a partir do centro deste teatro sem fronteiras
construido por uma teia luminosa
que
embaralha o visto e o sonhado
como
"em nós"
o passado relembrado
"cria"
ao tentarmos reconstruí-lo
"o passado pensado"
anda para trás
pelo futuro que nos percorre
na batalha do corpo contra a sombra
no delirio
do despertar
(Equivalentea
o ato
de sair do cinema
dentro do filme)


Felipe Stefani e Marcelo Ariel 2007

3 comentários:

bia disse...

oi felipe
passei por aqui
bendita é a poesia de cada dia
um abraço!

bia disse...

mayalive.blogspot.com

Linda Graal disse...

...inexplicável é amar pessoas com a cegueira que sabe, simples assim...
alminhas sublimes que encharcam meu tempo nas cintilações dóceis da inexplicação.

beijos-nos-cílios-